sábado, 2 de agosto de 2008

3ª (e ultima) parte: Rock 'n roll! o/*\o

Aeee! Cara, vou começar esse post agradecendo a boa recepção que eu tenho de vocês. São comentarios maravilhosos, o que me incentiva a cada vez mais escrever! E muito obrigada pelas criticas, elogios.. enquanto tiver, nem que seja uma pessoa lendo o que eu escrevo, vou continuar postandoo, até ter tendinite ou algo do tipo.. não interessa.. é o que amo fazer e vou continuar até quando eu cansar! \õ/ (e eu espero que esse dia nao chegue..)
___________________________________________________________________

Tipo, como não tenho muita bagagem cultural pra falar exclusivamente de rock, vou englobar todos os estilos nesse ultimo tópico tá?!
Então.. não vou me prolongar muito.. mais quero perguntar uma coisa.. Porque as pessoas criam tanto preconceito com relação a musica?
Sim, porque veja bem..

Pagodeiro: playboy
Sertanejo: corno
Rockeiro: dorme sujo, fulano que faz ceitas demoníacas, etc e tal.
Reggeiro: maconheiro
Funkeiro: ou é puta ou é garoto de programa
Tranceiro(tá, foi confuso, mais quem gosta de trance, enfim..): drogado
Rap: malandro, ladrão, coisas do tipo.

Pra cada estilo, já criam algo/palavra/estereótipo (é, uso muito essa palavra, tenho que parar.. mais é dificil uma vez que o mundo gira em torno disso) pra classificar o individuo que o curte. Sim, vamo combinar que muita gente que curte essas musicas fazem jus à classificação, mais acho que generalizar é um pouco demais. Eu mesma.. Morria de medo de ir nesses porões do rock só por que uma amiga da minha mãe disse que só rolava sexo explicito, gente drogada, povo cheio de camisetas ensanguentadas e tal e coisa, e ainda por cima disse que até um show de funk é menos pesado.. Mais na boa, de acordo com minhas experiencias com esse tipo de evento (EU AMOOOO² funk. só nao mais que reggae, mais amo!), duvido muito que dê pra dar tantos creéditos assim. O que voce mais vê é gente mal vestida, dançando (ou melhor fazendo) o créu na frente de todo mundo.. e só por que nao tem pessoas (visivelmente) drogadas, ou algo do tipo, nao quer dizer que seja menos pior. Tem uns estilos que eu realmente nao curto muito, tipo rock.. Entra na goéla alguns poucos (exemplo: nirvana, red hot, pink floyd, kiss, gun's roses(é assim que escreve?), scorpions.. esse tipo mais pacato) e eu admito que morro de medo daqueles caras do slipknot e iron maiden (é sinistro), mais respeito quem curte e até admiro, afinal nao dá pra todo mundo ser igual (rimou! x), principalmente nesse aspecto.

Acho que ao invés de dividirmos os estilos por tipo de pessoas que os usam e criarmos grupinhos referentes a isso (algo do tipo.. um grupo de reggueiros NAO PODE nem se quer falar com um grupo de roqueiros, por exemplo), deveriamos nos misturar, conhecer o estilo e a musica de cada grupo pra assim quebrar barreiras e preconceitos quanto a essas coisas. E tambem, vamo combinar.. num show de reggae tem mta gente drogada, mal vestida, e CORNA, entao, essas paradas de classificação nao tem nada a ve, diz aí..

Enfim, gente. Aqui acaba essa série (tá que esse ultimo tópico não ficou láá essas coisas, but..), e eu agradeço a presença e colaboração de voces. (frase tipica de palestrante). Fico feliz por ter inspirado algumas pessoas a escreverem sobre assuntos diferenciados, feliz tambem por ter meus textos e minhas idéias reconhecidas.. Enfim, obrigada por tudo!
E amanha, provavelmente volto pra escrever qualquer coisa que me vier na cabeça! \õ/

MUUUUUUUUUITO obrigada!
beeeeijo ;*

78 comentários:

Bertonie JVinee disse...

PRIMEIRO COMENTÁRIO!!!!!!
"Esse post não ficou lá essas coisas"-ME POUPE! Seu post ficou incrível. Colocou opiniões suas em um assunto totalmente [sem palavra para descrever].
Eu concordo com vc, as pessoas deviam se misturar. Um conhecer o estilo do outro, um respeitar o outro, e não um ter preconceito com o outro, só por causa do estilo de música que é bem diferente.
Bom, amei o último post da série. E conforme pedido por vc, ACABEI de atualizar meu blogue, com outro post, vê lá!!!
Xd
ABRAÇOS

Bem Resolvida disse...

gatannn, post só amanha ou segunda...hj é dia de embalo de sábado a tarde, preciso me preparar espiritualmente pro sexy nerd...hehehehehe


quanto ao tema. Eu AMO IRON MAIDEN!!!
tbm amo trance e odeio drogas!!!
Detesto funk e pagode...rsrs
Admito que sou meio preconceituosa...tipo...eu NUNCA sai nem sairia com um pagodeiro ou funkeiro...rsrs
Pode me xingar, amiga... :P

Mas o q é funk se não "músicas" com tema promíscuo e vulgar?? Affff


:P

Bjs!!!

*Raíssa disse...

Pagodeiro não é playboy nãão! Existem playboys com mal gosto musical, mas quem gosta mesmo de pagode são as classes mais baixas.

Não é rockeiro em si que dizem ser sujo, são algumas vertentes, tipo grunge e metaleiro. Uma besteira, claro. Existe gente suja que gosta de todos os tipos musicais. Ser sujo não depende de música. hahaha

Isso de funkeira ser puta já acabou a partir do momento que funk começou a tocar em boate de rico. Se fsse assim, quase todas as pessoas seriam putas, porque foram raríssimas as vezes que eu vi alguém não começar a balançar quando começa a tocar funk! Puta meermu só as originais de fábrica hahaha. Venhamos e convenhamos que a maioria das cantoras de funk são meio suspeitas né, até pelas letras que criam... mas existe puta em todo lugar, só que as putas funkeiras são mais escrachadas, por isso que são rotuladas.

Hoje em dia essa coisa de os grupos não se misturarem tá caido muito, porque muita gente é eclética. Eu, por exemplo, gosto de funk até metal. Só o que eu realmente não ouço por nada é axé, sertaneijo, pagode e Calypso hahaha
Reggae eu sempre odiei e não suporto pessoas 'discípulas de Bob Marley' (e praticamente todos são maconheiros), admito que tenho nojo, principalmente daqueles cabelos com dreads, porque parecem ninhos de rato e barata tudo junto, além de ser horrendo né, vamos combinar! Aquilo ali é sujo mesmo! Mas há pouco tempo comecei a ouvir algumas poucas bandas de reggae brasileiro, mas só brasileiro! Músicas de reggae em inglês são insuportáveeis! E pra mim Cidade Negra não é reggae, é pop. Só as músicas novas que estão mais voltadas pro reggae. Mas as que eu gosto, que são as antigas, são totalmente pop.

Enfim, algumas rótulos são válidos, mas as pessoas confundem quem gosta do estilo com quem vive o estilo. Tem gente que é maluca mesmo e acha que se não se vestir de tal jeito, se portar de tal jeito, etc não curte o estilo de verdade. Mas essas já são meio maníacas. Qual o problema de ser eclético e ouvir quase de tudo sem se prender a rótulos, não é?

Beijos

Gustavo Hermes Soares disse...

caraaaaaa. um hamster comeu o outro!! hahaha

que histórinha, hein!

aaaah, nao tem como nao se apegar a um animalzinho;

nao importa se é um peixe ou um cavalo. tu vai amá-lo de qualquer forma.

bicho é TUUUUDO DE BOM

Mandy disse...

Obrigadinha flor pelos parabéns!!!!

^^
Não é só viajem, apesar disso ser o principal. hauhauhaau
Mas tbm da pra trabalhar em hotéis, navios e como comissária de bordo.

BjO.

Mandy disse...

aaaaaah pode me linkar sim

vc já ta linkada lá no meu

^^

BjO

Bruno Barbosa disse...

Ahh, eu curtoo de um tudoo. Menos aquele rock pesadão.. Não tem anda haver comigo sabe. ;D

Nunca tive problema com essas coisas naoo, de esteriotipar a pessoa pelo que ela ouvee..

Ficouu muiito legal o post. \o/

beijocaaaa

biazinha disse...

Segundo o estereótipo, sou do tipo que dorme suja e faz seitas demoníacas...AHUAHHAHAHashuahahahh!
Também temos ama de bêbados, drogados e promíscuos... JAJAJAJAJAJA!
Não, as pessoas não podem ser classificadas em rótulos como produtos dispostos numa prateleira de supermercado. Freqüento o underground desde os 11 anos, e normalmente não há sessões de sexo explicito quando há eventos de rock. Quem quer ver performance existe a DDK erótica. Por incrível que pareça, há um número enorme de roqueiros que não bebem e não fumam, e que não vêem o sexo como produto de consumo em voga. E quem te diz isso é uma mocinha de cabelo rosa, com 3 piercings e filha de uma headbenger. Eu não gosto de funk brasileiro porque o que é mais difundido é o PROIBIDÃO, letras em que se az apologia ao sexo, armas, drogas... ou quando o estilo não é o proibidão não veja letra na música: “Dako é bom...”...vou te dar muita pressão..”...” é de ladinho...”...e sei lá o que mais... Não gosto, mas respeito a opinião e a escolha das pessoas.gosto de Reggae não só pelo ritmo mas por sua importância na historia da música, assim como o lendário Bob Marley.
Conheço praticamente todos os estilos de música, justamente para poder emitir opinião. Às vezes um estilo de rock que é aparentemente assustador traz em sua essência à contestação de vários aspectos críticos da sociedade, como Nazismo, crime em massa, racismo, discriminação. A pessoa não tem que se ligar na roupa e aspecto da banda, mas sim analisar suas letras e captar a mensagem.
Curto até MPB, pois quem se bitola a penas um estilo de música perde muitas oportunidade de conhecer coisas novas e se reciclar.

Beijos.*

⋆     T h aa disse...

Sem música a vida seria um erro.'
Não importa de que ele ou ela gosta mais, o importante é cada um ter gosto próprio e pronto. E não se importar para as merdas que os outros falam do seu estilo. Realmente eu não me importo. Gosto de todos os tipos de música sim!

Ótimo o post, \õ
Ótima a série!
Adoooorei :)

-
Beeeijo flor ;*

Ana disse...

eu amo rock, mas curto d td, ouço desde sertanejo ateh o punk

sou super ecletica e gosto disso
bjs

ps: vc está de parabéns
adoro t visitar

*Raíssa disse...

Nunca fui num baile funk e nem pretendo ir, mas eu sei o que rola lá. As pessoas dando créu hahaha
As mulheres vão mal (e bem pouco)vestidas pra facilitar na hora de dar o créu, você tem que entender ahUHAuHAHha
Em algumas boates alternativas também rola créu, mas ao som de rock XD
Já me falaram de umas que rola a coisa explícita lá, pra quem quiser ver! Fiquei pasma!
Tenho até medo de ir nesses lugares e cismarem comigo, eu atraio muuita gente maluca hahaha

Legal você gostar das minhas opiniões, porque às vezes elas não são muito bem aceitas, já que eu não tenho muitas papas na língua e falo mermo! hehehe
É que eu adoro uma polêmica ;D

Beijos

Max Psycho disse...

Não existe este preconceito não, pois eu ja tive banda de punk rock e o vocal nosso era regueiro, eu não curto pagode, mas gosto de samda de raiz, eu não curto sertanojo mas gosto de moda de viola, o que existe é boa musica, eu posso muito bem ouvir um rap dos racionais, mas jamais me contento ouvindo créu, o que falta são conteudos nas musicas e trance, me poupe bate estaca não rola, bjus minha menina linda e continue escrevinhando que eu continuo vinho aqui

CERVEJA BEM, A VIDA É DRUYS, VOCE NÃ ME CONHAQUE, NÃO ME COMPARE COM QUALQUER RUM, MACONHA IA DIZENDO

este aqui que não presta te manda um beijo na testa

Tiffany disse...

a cara eu gosto de soul, mas prefiro meu bom e velho rock'n roll!!
sou meio preconceituosa com funkeiros...acho um absurdo as letras..demaxé também Oo

não deixe de acreditar no amor, por isso que ele tá morrendo!

Nathália disse...

me add no orkut que eu te explico direito: http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=5255471465038200011
pou então no msn: natallia_dejavuland@hot...

Kêco disse...

Bom....é minha área.Pra mim é fácil falar de música,pq levo muito a sério.
Preconceito,seja ele de qq tipo,dá câncer na alma. Óbvio que tem coisas que odeio em música,mas prefiro separá-las por 2 tipos:
1- Honesta(gente que faz música por amar música,e isso independe de "estilo").
2- música desonesta ( oportunistas de mídia,que se preocupam com o que essa área pode proporcionar,e nâo em expressar a própria arte.E esses eu odeio,e digo na cara deles,se tiver oportunidade.
Enfim,bela trilogia,você foi honesta com suas opiniôes e isso é o que importa. Foda-se a musica ruim(compositores,intérpretes,produtores e difusores).

T+

Kêco

lovemebaby_now disse...

Im' back ;)

AHAH Lixivia...é Cândida, Água Sanitária, Cloro diluído, aí no brasil xD

Tou em portugal ha tanto tempo que ja esqueci metade do vocabulário daí. --'

E quanto a este post, logo de inicio fez lembrar o meu pai ,
por que pra ele:

quem usa mini saia, é puta;
quem usa piercing, é drogado;
quem usa tatuagem, é traficante, ou está prestes a ser,
homem que usa brinco, é abixanado,
quem usa decote, é oferecida,
quem usa calça de cintura baixa, quer mostrar o ' rego'

etc etc..xDD e ja perdi as contas de quantas discussões ja tive com ele por causa disso. E me considero uma 'filha desastrosa' então, por que uso quase tudo desta lista , mas enfim xD

voltando ao teu post:

A verdade é que tenho grandes amigos/as rockeiros, metaleiros, que usam piercing, que usam mini saia, decotes, pintam o cabelo com cores inimaginaveis, usam todo o tipo de roupas, sao ateus, sao crentes, nao acreditam em nada, ou sao fanaticos por tudo e mais alguma coisa. E nem por sombras são aquilo tudo a que muita gente os relaciona, gente ignorante, sem duvida alguma, preconceituosa, com pensamentos e ideias deturpadas e atrasadas.
Quantos que andam por todo lado com terninho e gravata, sem nada tatuado , nem com piercing e etc, e quando vamos a ver sao assassinos, drogados, bandidos, fanaticos, e todo genero de monstruosidade que ainda nem chegamos a tomar conhecimento!


Enfim, é pura ignorância e atraso mental, mas isso já está mais do que em decadencia. O mundo cresceu tanto, inumeras culturas surgiram e ainda irão surgir, que a tendência é nos misturarmos mesmo, e acho isso muito bom ;)


**

Ufa, ja terminei o testamento.
Gosto dos teus textos :DD

Um beijo***

Mariana Valente disse...

oi menina!!!
adorei seu blog, e vou linkar vc...

realmente, as pessoas são julgadas superficialmente pelo tipo de música que escutam... vejo a música como uma forma de diversão, uma válvula de escape pra canseira cotidiana... e não uma forma de definíção de qual é a sua personalidade, e pior ainda, generalizar o comportamento...

beijos
:)

Malaguetta disse...

gostei da serie inteira :D
eu ouço rock e posso te dizer q não eh desse jeito os porões de rock o.O
uahsahsushushus

Antonio saramago disse...

A Bebida é um mal terrivel!Eu tambem bebia mas acabei com isso já lá vão nove anitos e sinto-me muito bem.
Sobre Música, eu gósto de quase tudo, menos o Sinfónica, sobre as idumentárias e usos de acessórios, critico e muito determinados usos, principalmente no MASCULINO, se querem usar coisas dedicadas ás mulheres, então que se vistam também como elas e não façam figuras tristes.
Tambem não gósto de ver uma mulher carregada de objectos cravados na carne.

Nataliinha disse...

O que eu acho que as pessoas rotulam muito antes d conhecer a fundo ...

Bj bj =*

Laís Alves' disse...

AMIGAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ;D
atendendo seus pedidos, fiz o TAL blog aqui ¬¬ me ajuda a me adaptar aqui minha filha pelo amooor de Deus! TE AMO (L)

Camila Colossi disse...

Oiieee olhaa pasaando rapidao
ée que naum vou postar esse fds ;
mas segunda volto com tudoo:)


beejooo

http://imensidadx3.blogspot.com

Fraaan disse...

"Deveriamos nos misturar, conhecer o estilo e a musica de cada grupo pra assim quebrar barreiras e preconceitos quanto a essas coisas"

Cooncoordo! Não q eu jáh tenha sofrido cm isso, mais eu acho erradíssimo sairem criticando sem antes conhecer e esse ultimo post da série ficou booom siim !

=**

Obs: Jáh postei viO ?

Thiago ~ disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK !!
Curtiii a série inteeeeira!

Eu fiz um texto dividido em 4.. eu axo que tu vai gostar!

Já disse que adoro seus textos?
Bjs

Yádini Winter disse...

Eu tenho preconceito contra música gospel,ah meu eu não gosto e as pessoas que escutam fazem jus a música.

Eu gosto das opiniões das pessoas e as suas idéias, a questãoé quea música influencia. Todo mundo que 'tem cérebro'gosta de chico buarque e letras mais cabeça. Diferente das pessoas da minah turma que só gostam de funk e eletronica porque ta na moda, daí eles seguem o que ta na música, porque ela pensa por eles. A música faz a pessoa. Mas tem pessoas que fazem a música, e essas que valem a pena conhecer.

Não que as outras não valham (tem umas que não valhem... la vem eu com meu julgamento do mal :p ),mas temumas que combinam contigo.

Enfim

Princesiiinha disse...

ah super modesta heim!
a eu sumi porque volta as aulas
eh tarefa, eh estudar.
tme vestibular daqui 4 meses
e tá caindo a fixa agora! :O
mais tudo bem!
ah eu me amarrei nesse post!
ODEIO ESSAS ROTULAÇÕES ¬¬'

beijo ;*

Ingridi Kroeger disse...

As pessoas deviam se abrir mais e compartilhar seus gostos
isso sim!
nao ficar julgando

teu post ta incrivel !
um beijo

Bruno Barbosa disse...

Futeboooool??
sauhuhasuhhushhauhuhua
era jogo de volei , mas tudo bemm.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Olhe , nem me fale do meu dia viuu.. qu da raivaa.. deixei de ir pra um show pensando que ia sair com um pessoal de noite.. pois é, não sai com ninguem e ainda perdi o showw..
QUE ODIOOOOOOO

huasuhashusahshusahahshus

beijoo minha linda

Princesiiinha disse...

quero comunicação social :D
e vc? :)

Bruno Barbosa disse...

eu vou te add no meu blog taa..?

beijaoo

Bruno Barbosa disse...

Bixiinhaaa meu Deusss...
shuusahuhsah
eu vou ver lost agora..
4ª temporadaaaa...
uuhhuullll

beijooo

Max Psycho disse...

Eu me arrasto
eu me humilho
e ela não tá nem aí

Mando flores e convido
mas ela não quer sair
Jantar fora não vai dá
um cineminha nem pensar
Então vamos dá uma voltinha
só pra gente conversar

não aceito, não não aceito;
diz que nunca vai aceitar

Mais eu conheço esse joguinho;
ela só quer me humilhar

O que eu sinto por você;
é uma doença sem vacina
Sou o seu Cirilo;
minha maria Joaquina

Quando ele eu ligo e ela atende
a própria diz que ela não está;
Deixo recado e espero
acho que ela vai ligar;
passa um dia,uma semana
e eu aqui a esperar;
será que não deram o recado
acho melhor eu ligar

Se o telefone não tocou;
ela diz que é pra eu me tocar

Mais eu conheço esse joguinho;
ela só quer me humilhar

O que eu sinto por você;
é uma doença sem vacina
Sou o seu Cirilo;
minha Maria Joaquina

Essa vida é engraçada
veja só como é que é;
você qué não te qué
e quem te qué você não qué

Max Psycho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
minicontosperversos disse...

tá, quando vc diz que ama funk, falou de funk mesmo né? tipo james brown, funkadelik, todo o pessoal da motown, stevie wonder etc.

por favor, diz que não tava falando daquela coisa da tati quebrabarraco, créu, cachorra etc... só pros leitores aqui se situarem

Santhiago Ramirez disse...

Muito bom. Concordo integralmente com você. Os rótulos (embora não vivamos sem eles, a começar pelo nosso nome de pia) são, consuetudinariamente, mal aplicados, ou aplicados com subversão ao respeito natural que se deve ao ser-humano.
Adorei seu raciocínio.
Beijinhos carinhosos

Camilla Boyle disse...

Vá lá que ai nos esteriótipos não tinha nada para o tipo de música que escuto. Eu sinceramente detesto discutir música em geral porque as pessoas sempre tem a mania de arrumar as pessoas em gavetas de acordo com a música que ouve, tal como você disse. Acho que é pura ignorância, mesmo. Ou então é mesmo rivalidade entre os estilos. Na minha escola, às vezes rolava uma tensão entre a galera do rap e os punks. Mas enfim... cada um ouve o que quer!

Gostei do post e você foi muito acertada em suas palavras =). Vou linkar o seu blog, senão se importar.

Ah, obrigado pela passagem pelo blog, fico feliz por saber que gostou do texto. Vou postar hoje o segundo acto da "Tragédia" e segunda deve ir o terceiro, se você quiser acompanhar ;).

Beijinhos e bom final de semana

Martinha disse...

gostei muito do teu cantinho :)
obrigada pela visita, volta sempre!
beijinhos

Vinícius Aguiar disse...

Mais um excelente post...
e quanto aos esteriótipos, relaxa... isso sempre vai acontecer mesmo. O importante é que a pessoa tenha convicção e saiba respeitar o outro, mas defender o seu... essa questão de música eh bastante relativa e realmente não se pode generalizar... mas o que ocorre, é que, por exemplo, quem gosta de funk (não todos) costuma meter o pau em quem gosta de Chico Buarque ou Roberto Carlos, que quer queira, quer não, são grandes ícones da música brasileira. Então como toda ação causa uma reação, vêm os esteriótipos do outro lado... é bandido, é marginal, é drogado... e por aí vai! É bem complicado isso, mas o mais correto seria que houvesse o respeito... não precisa gostar, apenas respeite!
beijos linda!

A Senhora disse...

Ok, ok... estou calma... :)

Meus dois pré-adolescentes vão fazer as suas opçòes e eu tenho as minhas opçòes: ou aprendo a gostar de tudo isso (o que eles escolherem), ou sumo de casa.

Li os posts anteriores. Gostei. Entretanto, nem sempre uma pessoa tem estrutura suficiente para aguentar uma "tentação" sozinha. Familia, amigos e assistência social ainda são bons alicerces.

Beijinhos!

O Autor, disse...

Não gosto de músicas sertanejas, mas sinto saudade das manhãs no sítio dos meus falecidos avós. Despertava ao som das antigas poesias sertanejas... mas não sou corno! ^^

Malu disse...

Sabe, é que existem certas coisas que não se misturam...é uma coisa natural...veja um grupo de pagode e veja uma banda de rock, em alguns as letras podem até ser parecidas, mas o resto é totalmente diferente...porém concordo, esse preconceito é ridiculo, se vc não curte, fala não curto pronto e acabou.... não precisa arranjar confusão ou diminuir a pessoa, já sofri preconceito da minha própria tia por ser grande defensora das Raves....ela disse que lá só tem drogado, e meu tio diz que e-music é coisa de gay.....até hj não fui em uma rave..mas na 1º oportunidade que tiver eu vou...e vou pirar muuito!!! e depois faço questão de contar para ela kkkkkk

Obs: Acho tão sexys os caras do Slipknot com aquelas mascaras...

beijo e boa semana

iara disse...

oie
morei aí no guaraiorque city two...rs
uma das váriasvantagens de envelhecer é que a gente não tem mais tribo...rs
ok. somos todos tias e tias mas iso vcs tb vão ser..rs
bjs

Gustavo disse...

adooorei o post *--*
maas agora me diga, o que não tem preconceito nesse mundo? .-. porque justo a musica ficaria fora disso? éé, e sem conta que cada forma de música influi em um estilo de se vestir e agir de certas pessoas, gente que se deixa levar pelo 'timbre', deve ser mais por isso, quando eu li reggae me lembre dio armandindo "fuma fuma fuma folha de bananeira", mas também tem gente que pede pra leva, e no rock quando se fala nas traduções de musica você ja ouviu Belphegor? Se ouviu não queria, eu particularmente não gosto de ouvir berror que significam possessão demoníaca, é tem gente que pede mesmo
wieuhwuiewhewieiwew
beeijos *;

Blau disse...

todo mundo sente necessidade de rotular as pessoas;
talvez seja porque assim fica mais fácil de reconhecê-la.
mas acho muito desagradável,porque muitas vezes as pessoas ficam mal vistas como o exemplo que vc deu!

ADOREI O LAY *.*
adorei os textos,
aaai adorei tudo(:

Beijos e obrigada pela visita!!

Bruna disse...

ei moça...naum sumi naum...é q eu estava sem net...mas...agora volte a ativa...

humm...adorei seu post...i concordo cum vc...

besos...i até mais

AcidStorm disse...

Essa coisa de colocar rótulos nas coisas e nas pessoas é por puro medo do desconhecido. Não vale a pena debater com quem fala daquilo que não conhece, não é mesmo?

Beijo

Camilla disse...

Rock 'n Roll \o/
Na minha opinião a melhor parte da trilogia =)

Ficou muito bom o texto!!

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Tatah. Vim retribuir a visita que fez ao meu blog. Muito obrigada. Eu adorei o seu cantinho. Continue escrevendo sim. Com suas opiniões, seu modo de ver as coisas.

Bem, as pessoas têm uma necessidade de dar nomes, rotular tudo e principalmente segregar. Se você é drogado só pode ser roqueiro, se você usa franja só pode ser emo, etc e tal.
A música é a língua universal e que nem sequer precisa de palavras. É Poderosa. Ela une, não separa.

Adorei seus posts. Continue assim.

Ótima segunda para você.

Beijos mil! :-)

Babee disse...

hahhahah

adorei


obrigado pelo coment :D

Thiago ~ disse...

Tem même pra vc no meu blog xD

Diego Martins disse...

hahahha então nessa sua classificação quer dizer que eu sou MACONHEIRO?..rsrsrs Adoro reggae.rrsrsrs

Viu, passa lá no blog tem presente pra ti, guria! =)

beeeeeeeejO!

Idylla disse...

Oi florrr, n postei esses dias pq tava viajando p variar hauhauhauha, cheguei hj to aki morta curtir demais kkkkkkkkkkkkk....pena q dessa vez n vai ter ftos pq a anta aki n levou a cam digital =//

bjoooo

Robs disse...

Oi Tatah....adorei seu post.
Bom, eu sou bem ecletica com musica, mas ao mesmo tempo seleciono mto. Procuro sempre buscar coisas novas.
Gosto mto de rock, mas prefiro as bandas nacionais, mas as mais antigas, essa geração não me agrada, mas respeito quem gosta.
Adoro um MPB e bandas mais alternativas tipo O Teatro Mágico, Circus Musicalis e Cordel do Fogo Encantado, essas bandas nao sao mto conhecidas do grande publico.
Mas ao mesmo tempo adoro ir numa micareta, dançar, pular e me divertir...heheheheh
Bjos e boa semana pra vc!

Cah disse...

Adoooooooooreiiiii o post linda!
ficou perfeito!
hahahaha
E se fosse verdade tudo isso que as pessoas falam sobre os apreciadores das musicas eu estaria perdida haha
EU ESCUTO TODO TIPO DE SOM!!
Até funck urrul \o/
(* eu escuto mais pra dançar do que pra apreciar a letra né!)

Aii na hora certa o namoradinho chega flor carma!! ^^

bjinhoo

Cah disse...

Ah, eu não posto de FIM DE SEMANA
hahaha

fico beeem longe da internet!

Thiago ~ disse...

Magiina xDDD

Entãaoo.. vô esperar as respostas!
Ansioooso.
Beeeeeeeeijo.

Camila disse...

Belo post... e infelizmente suas definições batem com o que escuto por ai!
E detesto pre-conceitos!
Tá na hora de mudar isso, neh?!
Beijo

Nathália disse...

Adorei teu post,
ta na hora de acabar com esse preconceito, tudo isso se da a mania que temos de querer rotular tudo.
Que bom que vc gostou do site, sabe o tudo d eblog da revista acpricho? então, ele funciona como o tudo d eblog, mas no orkut.
Procura por blorkutando, e faz seu acdastro, a partir dai é so acompanhar os temas e postar teus textos sobre eles.
Abraço

J.B disse...

falando sério, muito bom o post, e falando sério de novo, o preconceito musical rola a seculos e vai continuar rolando por mais seculo, por que? essa é uma boa pergunta eu sempre me perguntei a mesma coisa, só porque eu não curto tal estilo eu não preciso ofender quem gosta, mais as pessoas tendem a tere aversão a tudo que é diferente deles, porém nem sempre isso significa saber o que está fazendo copnheço pessoas que esculhambam o pagode mais quando toca uma musica de Zeca pagodinho, alcione, ou Martinho da viola já esta se balançando, assim como quem se diz que odeia rock, e adora Link Parck, CPM, Skank, e Rollin Stones! kkkkkkkkk, enfim tem gente que tem preconceito por algo que nem sabe o que é, olha eu me alongando de novo! kkkk... bom parabéns novamente o post está ótimo!

. bubblegum disse...

DESCULPA,eu não vir aqui antes.
é que pá eu tava na PRAIA õ/
mais achei super essencial o que tu escreveu! Eu curto hardcore e metade da minha vizinhança me chama de EMO --' o que é ridiculo,porque eu escuto de tudo samba,mpb,jazz,blues,sertanejo,reggae e tudo mais! :B~ essas coisas de definirem os grupos pelos estilos musicais não tá com nada.
Aqui em Tubarão sempre tens uns festivais de rock,hardcore,new metal e o Regis não gosta de ir porque diz que "só rola droga,gente demoniaca,e roupa preta" :B'' ai eu mereço! ¬¬ ÕWUIEOWUOIUWEOIUWE
Ameeei o post neguinha.
adoro³ ♥

Janete Andrade disse...

mulher pior q assim mesmo... se vc gosta disso é aquilo e blá,blá,blá - ninguém merece viu? a pessoa pode muito gostar de algo e aparentemente não ter nada a ver com um esteriótipo q criaram em cima de uma determinada coisa.
eu num gosto de funk (não gosto das letras), mas não acho q pq a pessoa gosta é vadia. namorei um cara fã de trance q não bebia, não fumava e nem mto menos se drogava. conheço rockeiros mauricinhos e pagodeiros relaxados. tenho um amigo 'sertanejo' q não é nem um pouco corno, e o outro é reggaeiro e é corno até a alma! :DD
acho a maior idiotice essa coisa de esteriótipo. =@@

;*

diarioderolos disse...

Pô isso é dose mesmo. Eu ando com muito roqueiro e metaleiro, até porque eu gosto de anime e mangá e muitos dos que gostam disso gostam de metal. Do outro lado, minha primas são superchegadas num axé, num funk. Meu pai se amarra em MPB.

Com tantas influências, acabei gostando de tudo um pouco e aprendendo que esses conceitos pré-formulados não estão com nada.

David disse...

Sao apns generos e diferenças. Acima de tudo saber aceita-las, senao n seremos nda enquanto cultura e humanidade.

Beijinho meu bem

Douglas Funny disse...

Olá. Vim retribuir a vista ao meu blog Diversos em Versos, mas me surprreendi mesmo com o seu.

Não tive tempo de ler mais do qo ultimo post, mas prometo voltar... e vc falou muito bem de musica e preconceitos...

Quanta gente comentando en!!... sinal q o blog é muito bom mesmo... espero q volte a visitar o meu e, não sei se vc viu o outro, mas tbm tenho o www.blogmeuquerido.blogspot.com

... é mais descontraído, mais vídeos e mais coisas... acabo escrevendo mais nele... enfim, será muito bem vinda...

bjokas!!

¤Steidel™ disse...

clap clap clap ;)

fechou com chave de ouro a 'série' :DD

e eu gostei do que você escreveu sobre os estereótipos, afinal eu não sou do tipo que curte só um estilo, então pense: eu iria ser corno, drogado, mal vestido, bandido e cultuador do demônio ;P
e, por incrível que pareça, não sou nenhuma dessas coisas :D

parabéns ;BB

;**~

Minuto do Intervalo disse...

Obrigado pela visita, futura jornalista! ;)


Volte sempre!
Beijos

Minuto do Intervalo disse...

Obrigado pela visita, volte sempre!


Beijos

Bem Resolvida disse...

poooooooooooooooooooost!!!

'isαbellα ;* disse...

pooise flor
suumi demaaaaaaais
(:
tá ruim de atualiza..
comecei as minhas aulas>.<

Jôji disse...

"Morria de medo de ir nesses porões do rock só por que uma amiga da minha mãe disse que só rolava sexo explicito, gente drogada, povo cheio de camisetas ensanguentadas e tal e coisa"

Se me dissesem isso, eu ia era querer ir de qualquer jeito u_u.

Priscila Petrarca disse...

estereótipos só servem para segregar. inúteis. aliás, todo tipo de preconceito é inútil.
adorei. beijão

Taah disse...

Obrigada pelo elogio ;D

E ahh, realmente, não deveria ter essa discriminação e o povo não deveria se detestar, que muitas vezes ocorre, por causa de estilo musical, eu curto de tudo, bem eclética, mesmo seguindo mais o lado rock, de indie a punk rock, mas acho que não deveria também ter esses rótulos 'toscos', mas isso também se deve a aqueles que dão o dito cujo realmente rotulado, e as pessoas só veem esses ditos cujos e esquecem que tem grande parte que é extremamente diferente. Devemos lutar para acabar com tabus e rótulos ;D


*:

Paz... disse...

Olá... cheguei aqui através do blog da Cah... já q ela te passou o selo q fiz, vim ver se merecia mesmo heheh!
Já gostei de cara do layout, e qdo vi o 'Marley' escrito ali gostei mais ainda... aí fui ler teu post... Meu vc é do reggae aeeeee... merece demais esse selo. E outra, eu concordo com vc que se tem q conhecer outros estilo. O reggae por exemplo, faz parte de mim, assim como vários outros estilo.

Gostei bastante daqui... voltarei mais.
bjo!

ps: desculpa mas do funk eu não gosto não... rs!

Cah disse...

MEniiiiiiná!
hahaha te mandei um selinho lindooo tá!
VAI LÁ NO MEU BLOG PEGAR OKAY?! =)

beijoos

O Profeta disse...

Ai quem me dera agitar o tempo
Atirar a mágoa à voragem da noite
Arrancar as raízes ao pensamento
Sentir a paz que uma lagoa acolhe


Boa férias


Mágico beijo

teaguentanosalto disse...

adorei ! legal teres falado de músicas! é bem coisa de mãe falar: "ah quem ouve rock é drogado, revoltado.." hahah minha mae acha isso.. ainda bem que nem escuto, se nao ela teria um troço, acho..
mas na real tenho amigas que escutam e elas são totalmente 'normais'.. quem olha pra elas pensa que escutam de tudo, menos rock. Claro que hoje em dia tem muito radicalismo, tem pessoas que fazem questao de se vestir de acordo com o gosto musical e tal.. algumas até exageram, isso eu já acho mt "bléh".. mas cada um é cadam um, né? Temos que respeitar acima de tudo.. Muuuito legal teu post. beijos, L.

Paz... disse...

ahh q bom q gostou... e fiquei a vontade pra add tbm =*

Ciça. disse...

Confesso que tenho alguns preconceitos musicais. Já até escrevi sobre isso lá no blog. Mas acho que ficr rotulando as pessoas, seja pelo que for, não é bom.


:*

 
Template by Thiko | Powered by Blogger